Home / Curiosidades / Lagarto Verde: Curiosidades E Imagens

Lagarto Verde: Curiosidades E Imagens

Os lagartos são muito diversificados em seus portes, formas e cores, ou melhor, são os répteis com maior diversidade entre todos, tanto que quando falamos em lagarto verde não podemos citar somente uma espécie, já que além de haver mais de uma com a característica de possuir a cor verde, os mesmos são denominados em comum como lagarto verde, além de suas outras nomeações conhecidas popularmente e dos seus nomes científicos.

Lagarto Verde
Lagarto Verde

A Espécie Mais Conhecida De Lagarto

Certamente o mais conhecido popularmente como lagarto verde é o de nome científico ameiva ameiva e com muitas nomeações além da já citada, como lagarto do bico doce, calango verde ou jacarepinima. Esta espécie faz parte dos lagartos de menor porte, não a toa entre as suas denominações é presente a palavra calango, que tem por definição lagartos de portes menores.

O macho desta espécie é um pouco maior que a fêmea, medindo cerca de dezenove centímetros de corpo sem a cauda, enquanto a fêmea cerca de dezesseis, isto sem a soma da medida da cauda, que pode medir até o dobro do comprimento do corpo, neste caso, proporcional ao seu corpo suas caudas são finas além de compridas.

A Cauda Como Instrumento De Defesa Do Lagarto

Curiosamente todos os lagartos, incluindo os verdes, têm a incrível capacidade de desprender seu corpo da sua cauda diante da ameaça de um predador, o mais surpreendente disto é que são capazes de desenvolver uma outra cauda no lugar através de regeneração. Mas claro que uma decisão tão séria de se soltar de sua cauda e depender do tempo para desenvolver outra não seria em vão, o objetivo é distrair o predador com a mesma que fica em movimento por um tempo, deste jeito tendo menor dificuldade em fugir e conseguir sobreviver, com a ajuda da sua habilidade em correr, presente em todos os lagartos. Uma forma de saber se sua cauda nunca sofreu regeneração é se ela tem a característica de ter bastante gordura, sendo mais gordinha mesmo.

Ameiva Ameiva
Ameiva Ameiva

O Comportamento Destes Lagartos

No caso de todas as espécies de lagartos verdes, é através das suas quatro patas, (diferente de outras espécies que se locomovem através somente das duas traseiras e em pé, ou das que não possuem pernas e se locomovem como a cobra se rastejando pelo chão através de contração da musculatura) que se locomovem.

O lagarto do bico doce tem o hábito diurno em que pratica a caça de alimentos através da sua locomoção no chão das florestas em que habitam na América do Sul, sendo muito presente no Paraná.

São animais onívoros e predadores ativos, diferentes de outras espécies que são predadores passivos, ou seja, caçam a sua presa e não esperam ela chegar para dar o bote, sendo assim se alimentam de ovos de outros animais, vegetais, cupins, insetos e pequenos animais, como baratas, escorpiões e aranhas. Por outro lado, são presas de outras espécies de lagartos maiores, cobras e aves, como corujas e gaviões. Usa a sua cor como forma de proteção neste caso, através de camuflagem em seu habitat com a presença forte de cor parecida, o que torna um hábito fácil.

Lagarto Verde: Fisiologia

Uma outra curiosidade é que os lagartos possuem croaca, ou seja, uma mesma região, sem separação como os mamíferos, em que suas separações se dão em dutos, que parecidos com nós neste caso, um é para urinar, se acasalar e se reproduzir e o outro é para fazer dejetos. Outras curiosidades dos lagartos em geral é que sentem cheiro pela língua apesar de ter fossa nasal, não a toa têm o hábito de tirar e retrair a língua da boca.

O lagarto de bico doce tem a característica incomum de ter o sistema auditivo sem a presença da orelha como algumas espécies de lagartos, inclusive é o que os diferenciam das confundidas cobras quando como elas não possuem pernas e se locomovem do mesmo jeito.

Calango-verde
Calango-verde

Parecidos com as cobras mais uma vez, também trocam de pele, que ficam finas e esbranquiçadas e se soltam naturalmente com o vento ou com a raspagem em troncos de árvores ou galhos de plantações. O que não deixa de ser sobre sua pele é o fato de serem ectotermicos, ou em outras palavras de mais fácil entendimento, terem o sangue frio, desta forma, não têm a capacidade de regular a temperatura do seu corpo e o seu metabolismo independentes, precisando da temperatura do ambiente externo, não a toa habitam regiões tropicais ou temperadas.

Em época anual de reprodução, a fêmea do lagarto de bico doce libera um rastro químico para que o macho perceba que ela está pronta para o acasalamento e reprodução. Após a sua percepção, machos competem entre si para vencer o posto. A postura dos ovos é feito em folhas de árvores ou plantações e a incubação dura cerca de três meses. Sua expectativa de vida é de cinco a dez anos.

Outras Espécies De Lagarto Verde

A segunda espécie de lagarto verde mais conhecida seria a de nome científico dactyloa punctata, habitante de toda a região Amazônia e Mata Atlântica do Brasil, têm o hábito diurno e são muito territoriais. Medem cerca de vinte centímetros de corpo e dez de cauda.

Em época de reprodução, o papo presente somente no macho para tal função, é aberto como forma de atrair a fêmea. Os papos também são uma forma de competição entre os machos para o vencedor e consequentemente progenitor no acasalamento. Quando muito acirrada, a competição pode partir para a luta física.

Lagarto Verde Curiosidades
Lagarto Verde Curiosidades

O terceiro lagarto verde a citarmos é o de nome científico Lacerda bilineata ou lagarto verde ocidental, que possui quatro subespécies espalhadas por muitos países, como a Alemanha, a Espanha e a Itália. Os filhotes são mais amarronzados e vão ganhando a cor com o desenvolvimento.

Um fato curioso sobre esta espécie é que como receptividade da fêmea no acasalamento, o macho morde a cauda da fêmea e quando reproduzem botam o grande número de seis até vinte e cinco ovos.

O quarto é o lagarto verde europeu, sardão ou Lacerta Viridis em que também vão desenvolvendo a cor conforme a idade e por último e mais curioso, os lagartos do gênero prasinohaema, que além de serem verdes, têm a língua, o sangue e os ossos com a mesma cor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *