Home / Curiosidades / Reprodução Da Cabra

Reprodução Da Cabra

A cabra é a fêmea do bode, um animal herbívoro de nome científico Capra aegagrus hircus, do gênero Capra. A cabra é um dos menores animais considerados ruminantes e é da cabra também o posto de um dos primeiros animais a serem domesticados pelo homem. Para se ter uma ideia, a cabra foi domesticada para criação humana por volta do ano sete mil antes de Cristo no Oriente Médio.

A domesticação da cabra teria vindo das conhecidas cabras selvagens da região. Estes animais costumeiramente visto pelo povo possuía uma grande capacidade de adaptabilidade, o que chamou atenção e atraiu o desejo de domesticação.

Variações Encontradas De Acordo Com a Raça Da Cabra

Embora tenhamos uma visão um tanto quanto fechada da aparência da cabra, há variáveis de acordo com a raça do animal, contudo é possível dizermos que existe mais semelhanças do que disparidades entre as inúmeras raças. A maioria dos animais apresenta, independente do sexo, seja a cabra, ou o bode, ambos possuem o chamado corno e também a barba. O corno nada mais é do que os típicos chifres que vemos no topo da cabeça deste animal. Muita gente acredita que apenas os bodes, o macho da cabra, possui chifres, o que não é verdade, uma vez que os dois, tanto macho quando fêmea apresentam os cornos, ou chifres e também a barba. Curiosamente a maioria das cabras apresentam o lado interno do chifres afiado, o que pode ser usado como uma forma de defesa, ou de vantagem na conquista da fêmea no período reprodutivo. Os bodes disputam quem poderá ficar com a fêmea e em muitos casos essa disputa pode acabar com muitas chifradas entre os dois animais. Mas falaremos dessa disputa mais abaixo.

As cabras também podem apresentar variações em sua pelagem. A depender da raça, do ambiente e também da supervisão de sua criação a cabra pode apresentar pelagem curta, longa, com cobertura macia ou áspera. Realmente é um animal bem versátil e com grandes variações.

No mercado as cabras são responsáveis pela produção de leite, couro, carne e no caso de algumas raças também de estrume e lã. A lã de cabra é um produto muito valorizado no mercado e pode ser uma atrativa opção de mercado para os criadores.

As cabras vivem cerca de vinte anos e são consideradas animais de grande adaptabilidade e flexibilidade a ambientes distintos, contudo tendem a preferir clima temperado e em habitat natural gosta das regiões montanhosas.

A Reprodução Da Cabra Em Termos Práticos

Imagem Ilustrativa da Cabra Cruzando
Imagem Ilustrativa da Cabra Cruzando

A gestação da cabra dura cerca de cento e cinquenta dias e a sua cria é denominada de cabrito.

Em fazendas de criação de cabras habitualmente são utilizadas a técnica de inseminação artificial para otimização de rebanhos inteiros. A inseminação artificial, também chamada de inseminação intrauterina, facilita a seleção de melhores reprodutores para o cruzamento, garantindo, desta forma, uma melhor cria posteriormente.

A inseminação artificial é uma técnica muito usada por produtores tanto de cabras quanto de cabeças de gado e outros animais e consiste na introdução de espermatozoides na cavidade uterina da fêmea.

Há uma questão curiosa quanto ao nascimento das cabras e bodes, quando nascem independe do sexo, são denominados de cabriteiros, sim cabriteiros durante todo o período de lactação. Entre o período de maturação e a maturidade sexual são chamados de cabritos, ambos os sexos. Posteriormente o macho recebe o nome de bode e a fêmea de cabra.

A Sua Chegada Ao Brasil

A cabra chegou ao nosso país no período de colonização trazida em navios. O seu transporte por meio desse meio só foi possível pelo seu tamanho favorável à essa condição é também pela sua boa adaptabilidade. O sucesso da produção e criação de cabras em nosso país também foi possível por conta dessa capacidade de adaptação a diversos ambientes e grande variedade encontrada aqui.

Atualmente os rebanhos de cabras são divididos em cinco grupos que são constituídos pelos bodes, pelas cabras, macho e fêmea adultos da espécie, cabrito em processo de aleitamento, cabrito após o processo de aleitamento e o cabrito em engorda.

Os bodes no rabanho são responsáveis pela reprodução quando o criador não opta pela compra de material para inseminação que pode acabar sendo um investimento mais elevado. Uma curiosidade é que a cabra tem capacidade de reproduzir de um a dois animais em um ano, enquanto o bode pode ser pai de cerca de setenta cabritos, uma vez que pode atender a até trinta e cinco cabras.

Para utilizar um bode no processo reprodutivo é preciso atenção ao seu desenvolvimento físico que deve ser favorável para um processo como esse e também a sua saúde precisa estar nas melhores condições possíveis. Assim como a da cabra também deve ser analisado, tanto as suas condições físicas, o desenvolvimento geral do animal e a sua saúde. Há a possibilidade da cabra gerar mais de dois filhotes em uma única gestação, entretanto o comum é um filhote.

A cabra é responsável por assistir o filhote até que o desmame ocorra. Aqui temos então o terceiro grupo de um rebanho dividido em cinco. O grupo de cabritos em aleitamento consiste naqueles que precisam do leite de suas mães para a sua sub-existência. Nos primeiros vinte dias a alimentação do cabrito é exclusiva no leite produzido pela mãe. Após esse período começam gradativamente a, assim como elas, fazerem a pastagem. Vale aqui uma ressalva, embora comecem a pastar acompanhados da cabra, o desmame só deve ocorrer bem depois, cerca de três meses após o seu nascimento.

No desmame é esperado que o animal tenham ao menos quinze quilos. Caso esteja abaixo é introduzido ao período de recria onde o seu desenvolvimento é acelerado e o ganho de peso e musculatura são os principais objetivos.

A Reprodução Resumida Da Cabra

As fêmeas podem ser reproduzidas a partir do sétimo mês enquanto os bodes atingem a maturidade a partir do quinto mês.

Quando em reprodução os cabritos recém nascidos ficam junto às mães por cerca de noventa dias embora passem a pastar já com vinte dias de nascido.

Após o processo de desmame as fêmeas que podem ser utilizadas como matrizes reprodutoras são colocadas no rebanho enquanto os machos muitas vezes acabam destinados ao abate já que o criador já possui a sua matriz reprodutora de alta qualidade. Para o abate o animal macho deve pesar por volta de vinte quilos e ter uma boa musculatura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *