Home / Informações / Extinção de Espécies: Causas e Consequências

Extinção de Espécies: Causas e Consequências

Cada vez mais o desaparecimento das espécies ou ainda de grupos de espécies de animais é um fator considerado bastante preocupante para o ecossistema brasileiro. E o país conta sem dúvida alguma com a maior biodiversidade do mundo, concentrando mais de 20% de um total de espécies animais que estão presentes no planeta para que se tenha uma ideia de sua grandiosidade. Com isto toda a preocupação acontece devido aos animais que são necessários para a continuação dos sistemas de manutenção da biodiversidade, como por exemplo a polinização das plantas, além da reciclagem de diversos nutrientes, bem como a fixação de nitrogênio para o solo, além é claro de toda a dispersão das sementes entre vários outros sistemas que garantem assim um bem estar voltado como um retorno para a humanidade.

Um Processo Injusto com a Natureza

Apesar de ser um processo considerado lento, este sistema de extinção dos animais cada vez mais vem acelerando com o tempo. E entre as suas causas principais podemos falar sobre a degradação do meio ambiente, as catástrofes naturais, os incêndios florestais, bem como a extração desordenada, a poluição entre uma série de outros fatores que poderão interferir de forma direta através do meio ambiente o que ainda poderá aumentar o grau de isolamento de todas as espécies existentes. Outro fator considerado bastante agravante são os colecionadores de animais, as lojas de animais, os zoológicos e ainda os exploradores que poderão figurar entre os principais responsáveis pelos aumentos desta taxa triste e alarmante de moralidade de animais silvestres o que gera automaticamente a extinção de espécies nativas, já que podemos citar que a cada dez animais que são retirados da natureza, somente um deles acaba sobrevivendo.

Extinção de Espécies
Extinção de Espécies

A extinção de algumas espécies de matas nativas por exemplo, não quer dizer que elas sumiram totalmente do planeta, é possível sim se encontrar estes animais porém com algumas características bastante modificadas. O que de forma alguma reduz o impacto negativo que é provocado e que poderá ameaçar toda a conservação da biodiversidade do país e também do mundo para as possíveis gerações futuras terem acesso aos meios naturais. Somente aqui no Brasil já existem mais de 627 animais em risco altíssimo de extinção. E no ano de 2012 houve através do Instituto Chico Mendes, do Ministério do Meio Ambiente, e a Organização Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN)], o lançamento do chamado livro vermelho das Espécies que são ameaçadas de extinção, por isso confira a seguir algumas informações sobre estes animais.

Categorias de Animais Extintos

Essa sem dúvida alguma é uma das categorias mais dramáticas, e sete espécies já estão consideradas extintas, e podiam ser encontradas em diversos biomas da Mata Atlântica, que é o bioma mais devastado do Brasil. As espécies como por exemplo a perereca Phrynomedusa fimbriata ou a arara Anodorhynchus glaucus, além de outros animais, considerados invertebrados terrestres, como por exemplo as minhocas brancas e ainda uma espécie de minhocoçu.

Categorias de Animais Extintos da Natureza

Podemos citar duas espécies como extintas da Natureza. O que são elas duas aves que não são encontradas mais em habitats naturais e existem apenas em criações de cativeiro, como por exemplo o mutum-de-Agoas, o que era uma ave comum de se encontrar na Mata Atlântica. Apesar disto desde o ano de 1999 os especialistas acreditam que as aves estejam extintas da natureza, existem em torno de 120 exemplares apenas vivendo no cativeiro. Já a ararinha-azul é uma ave interessante, de plumagem azul e cinza que vivia na caatinga. E com isto o último indivíduo ao que se tem notícias desapareceu na natureza em 2000, apesar disto existem em torno de 60 exemplares que vivem em cativeiro. Com isto a ararinha-azul é conhecida de um grande público, é a espécie inclusive que inspirou o filme Rio. Recentemente foram divulgadas informações de que um novo projeto permite o desenvolvimento desta nova espécie para a natureza.

Os Animais Considerados Criticamente em Perigo

Os animais que são considerados criticamente em perigo, são as espécies de animais que tiveram uma grande diminuição de sua população, e vivem em pequenas áreas apenas. Com isto a destruição destas áreas vem cada vez mais colocando em risco a existência dos animais. Existem atualmente 125 espécies brasileiras que são classificadas neste tipo de categoria, como por exemplo o peixe boi marinho, que vem sofrendo principalmente devido a sua caça, e ainda capturas consideradas acidentais, assim como também o mico leão da cara preta, o que é considerado o mais ameaçado de todos os micos leões da Mata Atlântica.

Animais Considerados em Perigo

Com isto temos mais de 163 espécies consideradas como Em Perigo. Elas poderão enfrentar um alto risco de extinção, apesar disto a categoria tem uma situação não tão crítica como a anterior. A tartaruga-de-pente por exemplo é um grande exemplo de animal em perigo. Essa é uma tartaruga que vive no litoral da Bahia e conta com esse nome devido a antigamente o seu casco ser utilizado para fazer os pentes. E atualmente o que mais poderá ameaçar a espécie é toda a poluição dos mares.

Animais Considerados em Perigo
Animais Considerados em Perigo

Animais em Situação Vulnerável

A grande parte dos animais da lista se encontram nesta categoria, com isto são mais de 330 espécies brasileiras que são consideradas como vulneráveis, isto em praticamente todos os biomas do país. Este é o caso principalmente de todos os principais felinos brasileiros, em especial as onças. Com isto as três espécies de onças do país vem aparecendo de forma bastante vulnerável, elas acabam enfrentando todas as ameaças possíveis como a destruição dos seus habitats com o avanço do desmatamento, além da caça indiscriminada. Os animais ainda considerados vulneráveis correm o grande risco, mas a maior parte deles está sendo atendida por diversos planos de ação de conservação. Com isto temos o lobo-guará que é outra espécie que vem sendo cada vez mais citada e considerada vulneráveis, existem com isto mais de 19 metas para serem atingidas e ainda 25 ações para que se possam reverter todo o declílino de população da espécie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *